A arte de Peter Saville

1467431_661461470552342_1179069276_n
Nascido em 1955, em Manchester, Inglaterra, Peter Saville sempre foi conhecido como um artista polêmico devido aos seus projetos ousados. Fundou a Factory Records ao lado do jornalista e apresentador de televisão Tony Wilson no final dos anos setenta, após se conhecerem num show da Patti Smith em 1978.
A Factory e a Peter Saville Associates foram responsáveis pelas belas capas que fizeram para bandas como Pulp, New Order, Joy Division e Suede, entre outros.
A capa do álbum Power, Corruption and lies foi eleita, através de um concurso público, em 1995, como um dos ícones britânicos patrocinado pelo Museu do Design de Londres e pela BBC.
Seu projeto gráfico para Closer do Joy Division causou polêmica na época do lançamento por apresentar uma imagem do corpo de Jesus Cristo. A revista NME conseguiu provar que Peter criara o designer da capa antes da morte de Ian Curtis, por ter colocado em suas paredes a arte-final antes do lançamento do álbum.
Tarcísio Buenas.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s